Caminhos promissores para o algodão

by Instituto C&A on Fev 02, 2017

Você conhece o projeto Tecendo Valor: algodão sustentável na agricultura familiar? Essa é uma iniciativa da Fundação Solidaridad – uma rede internacional com atuação em 45 países para o desenvolvimento de cadeias de produção sustentáveis – com o nosso apoio. A ação, que se trata de uma iniciativa piloto, desenvolve um modelo sustentável para produtores familiares de algodão, inicialmente nas cidades semiáridas de Catuti (MG) e Guanambi (BA).

O projeto, que conta com parceiros locais como a AMIPA e a ABAPA (Associação Mineira e Baiana de Produtores de algodão, respectivamente), começou em 2016 e terá duração de seis anos. Nesse primeiro ano, foram realizadas a avaliação do potencial de irrigação suplementar da região, a capacitação dos profissionais em gestão e empreendedorismo, a instalação de unidades técnicas para analisar a propriedade e seus potenciais e a análise de iniciativas para atrair públicos tradicionalmente excluídos da atividade, como jovens e mulheres.

Fotografia por Tatiana Cardeal

“Na verdade, não inventamos nada. Utilizamos a nossa experiência para compilar diversas boas práticas que observamos nas regiões onde atuamos para tornar a produção da cultura mais sustentável. Foi um trabalho construído a muitas mãos", diz Fatima Cardoso, gerente de país da Solidaridad. Na cidade mineira, 280 produtores são atendidos pelo Tecendo Valor, em um total de 396 hectares de cultivo de algodão. Já na Bahia, são 558 agricultores, que respondem por 1.192 hectares.

O resultado que se espera desse trabalho é que os agricultores aumentem a rentabilidade e a sustentabilidade de suas propriedades. O projeto também visa aprimorar a gestão de cooperativas e associações, atrair novos produtores, diversificar a renda das famílias e apoiar os agricultores na obtenção do licenciamento Better Cotton Initiative (BCI), um selo internacional que atesta a qualidade da fibra do algodão e suas boas condições de produção.

“O desenvolvimento de comunidades agrícolas e a conexão entre a produção de algodão e diferentes organizações da indústria têxtil fazem parte das estratégias do programa Incentivo ao Algodão Sustentável do Instituto C&A. É necessário mobilizar a cadeia têxtil para que se possa acelerar o mercado e o consumo de algodão produzido de forma mais responsável", diz Margarida Curti Lunetta, gerente de Programa Matérias-Primas Sustentáveis.

Conheça os objetivos gerais e específicos do programa: