Moda Circular

Estamos incentivando a transição para a moda circular apoiando e dando escala às soluções

É tempo de repensar a moda e caminhar rumo a um novo tipo de indústria. Uma indústria que use e reuse materiais seguros. Que diminua impactos negativos no meio ambiente. Que propicie trabalho digno para as pessoas que trabalham no setor e que os produtos resultantes possam ser reutilizados após seu descarte, transformando-se em novas peças. Esta é a filosofia de uma economia circular. Para que a indústria da moda se torne circular, cada uma das partes do modelo de negócio deve mudar. Todos têm um papel a desempenhar. Estamos aqui para apoiar essa transição apoiando e dando escala à soluções inovadoras que possam melhorar a forma de como nossas roupas são feitas, usadas e reutilizadas.

O Problema

A indústria da moda está enfrentando sérios problemas ambientais. Com frequência produtos químicos perigosos são usados e descartados em nosso meio ambiente, causando danos aos ecossistemas e às pessoas. As fiações, tecelagens, fábricas e oficinas de costura geralmente consomem energia não-renovável. E um grande volume de fibras, a matéria-prima mais importante do setor, é levada a aterros ou incinerada depois de usada como vestuário. Apesar de o setor se preocupar com essas questões, as mudanças estão acontecendo lentamente. Precisamos de uma visão comum, de incentivos e de soluções técnicas para avançarmos no caminho de uma nova forma de produzir e consumir a moda.

A oportunidade

O conceito de economia circular está redesenhando a indústria da moda para fazê-la trabalhar pelas pessoas e pelo meio ambiente. Seus princípios contribuem para o questionamento sobre a escolha de materiais, de produtos químicos, de processos de fabricação, de venda e uso. Esta nova forma de se pensar na economia propõe que materiais seguros sejam usados continuamente, que a água seja recuperada e que a energia seja limpa, permitindo que a indústria da moda se torne uma força para o bem.

O Instituto C&A irá impulsionar esse novo sistema apoiando as melhores práticas de hoje e investindo em inovação para o futuro.

Melhores práticas – Apoiando as condições

Produtos químicos perigosos e poluição da água são sérios obstáculos à moda circular e estão no topo da agenda da indústria. Participantes da cadeia de fornecimento da indústria da moda global estão se unindo por meio de iniciativas de colaboração como o programa ZDHC (Zero Descarte de Produtos Químicos Perigosos) para mudar essa realidade.

Nós apoiamos essa colaboração e vamos trabalhar, localmente e globalmente, com plataformas e agentes de transformação da indústria da moda para acelerar a transformação positiva do setor e construir as bases de modelos de negócios circulares.

Inovação – Criando o novo

Não falta inovação nessa indústria, do tingimento sem água à reciclagem química. Acreditamos que seja preciso apoiar iniciativas inovadoras em fase de desenvolvimento e dar escala às novas tecnologias e modelos de negócios para que sejam incorporados pelas cadeias de fornecimento.

No Brasil, em parceria com a Malha, estamos promovendo discussões e compartilhando conteúdo inovador relacionado à moda com propósito, economia colaborativa e outras tendências no caminho de uma moda circular. A parceria também irá desenvolver cursos com foco em inovação e sustentabilidade na indústria da moda e oferecerá bolsas de estudo sociais. Globalmente, somos parceiros fundadores do Fashion for Good (Moda para o Bem), uma iniciativa que será lançada em março de 2017, na Holanda, para apoiar modelos de negócios circulares inovadores e, ao mesmo tempo, reunir marcas, varejistas, iniciativas multi-partite e investidores para trabalhar rumo a uma visão conjunta para o futuro da moda.