Por que existimos

Acreditamos que a indústria da moda pode ser uma força para o bem. Por isso, apoiamos inciativas que buscam garantir que os seus mais de 1,5 milhão de trabalhadores no Brasil possam prosperar.

Sabemos que o setor tem o potencial de ser muito melhor do que é hoje. A pressão constante pela redução de prazos e custos na cadeia produtiva da indústria da moda pode impactar os seus trabalhadores. Muitos agricultores em campos de algodão manuseiam defensivos agrícolas prejudiciais à sua saúde e ao meio ambiente. E ainda é possível encontrar trabalhadores em oficinas de costura fazendo horas extras em excesso ou, até mesmo, em situação de trabalho forçado. Isso tem de mudar. E pode mudar.

Nossa missão é transformar a indústria da moda, garantindo que todos os seus trabalhadores possam ter uma vida digna. Até 2018, também seguiremos apoiando iniciativas de Educação de crianças e adolescentes, como fizemos ao longo dos últimos 25 anos.

Nossa parceria com a C&A

Somos um instituto corporativo. Temos a mesma origem, os mesmos valores e mesma visão sobre sustentabilidade que a C&A. E trabalhamos juntos para encontrar as melhores formas de conduzir a mudança.

Com mais de 60 mil funcionários, milhões de clientes e milhares de fornecedores em mercados de todo o mundo, a C&A tem o potencial de contribuir e dar escala ao nosso trabalho. Graças à nossa parceria, temos acesso a informações sobre o mercado de algodão que nos auxiliam no trabalho de apoio a agricultores para aumento da produção sustentável da fibra. Também podemos oferecer aos nossos parceiros a chance de testar suas iniciativas com a cadeia de fornecimento da C&A. Além disso, temos o potencial de contar com 60 mil embaixadores em comunidades locais.

Nossa história

Quando Clemens e August Brenninkmeijer fundaram a C&A, em 1841, colocaram uma ideia poderosa em movimento: fazer negócios como parte integrante da comunidade.

À medida que o negócio cresceu, aquele espírito permaneceu e vários institutos e fundações corporativas foram criados para complementar suas atividades sociais. O Instituto C&A no Brasil foi o primeiro, fundado em 1991. Nascemos com o objetivo de valorizar pessoas e comunidades por meio da promoção de uma educação infantil de qualidade.

Mais tarde, surgiram a Fundación C&A México (1999) e a C&A Foundation (2011). Elas foram criadas para melhorar a qualidade de vida nas regiões em que a C&A atua, por meio de iniciativas educacionais, de saúde e de ajuda humanitária.

Considerando os desafios da indústria global da moda, sentimos que poderíamos fazer mais. Assim, no início de 2012, a C&A Foundation liderou a reorganização de nossas ações para nos alinharmos em torno de uma visão única: tornar a moda uma força para o bem.

Nossa abordagem sobre a justiça de gênero

A indústria da moda é composta majoritariamente por mulheres e pode ser uma grande oportunidade para a autonomia econômica e independência delas. Mas muitas mulheres na cadeia de valor do setor enfrentam discriminação e violência todos os dias. Isso não só viola seus direitos, mas os impede de avançar.

Leia mais sobre como integramos a justiça de gênero em nosso trabalho aqui.

Nossas Teorias da Mudança

Nossa teoria da mudança organizacional é o cerne da nossa abordagem para enfrentar os desafios sistêmicos da indústria da moda. Ela ilustra nosso propósito e como trabalhamos para criar mudanças positivas e duradouras. Também mostra nosso foco nas áreas em que acreditamos que tais mudanças podem ter maior impacto. Cada um dos nossos programas também tem sua própria teoria da mudança, que informa o que fazemos, mas também o que não fazemos.

Clique aqui para conhecer as nossas teorias da mudança organizacional e programáticas.