Juntos podemos fazer da moda uma força para o bem

Partilhar

Muita coisa aconteceu desde que, em 2015, quando o Instituto C&A se integrou à C&A Foundation com um objetivo ousado e ambicioso de tornar a moda uma força para o bem. Nosso Relatório Anual de 2016 mostra o quanto conseguimos avançar nessa direção e em tão pouco tempo. Mas, mais importante ainda, é que o relatório ilustra o poder de uma abordagem colaborativa.

Preservando nosso jeito de ser, escutamos e convidamos organizações sociais, instituições e especialistas para pensarem conosco como a indústria da moda pode ser mais sustentável. “Descobrimos que há um movimento de pessoas e organizações dispostas a se conectarem conosco em busca de um maior impacto. E essa colaboração é fundamental para uma mudança sistêmica," afirmou Giuliana Ortega, diretora executiva do Instituto C&A.

O relatório anual apresenta nosso trabalho em áreas importantes, como o algodão orgânico, por exemplo. No Ceará, em parceria com o Esplar, uma organização que há mais de 43 anos apoia a agricultura familiar, estamos incentivando a produção de algodão sem o uso de agrotóxicos, associado ao cultivo de alimentos, em consórcios agroecológicos. Esta estratégia é uma oportunidade de gerar renda para muitas famílias, promover alimentação saudável e a preservação do meio ambiente.

“Descobrimos que há um movimento de pessoas e organizações dispostas a se conectarem conosco em busca de um maior impacto. E essa colaboração é fundamental para uma mudança sistêmica. ”

diretora executiva do Instituto C&A Giuliana Ortega

Do Brasil para Bangladesh, também estamos provocando mudanças em outras áreas desafiadoras da indústria da moda, como o trabalho forçado, a transparência e economia circular.

O relatório reúne algumas histórias que mostram nosso trabalho rumo a uma mudança sistêmica, são histórias de agricultores, costureiras, empreendedores que mostram que é possível sim uma indústria da moda mais sustentável e mais justa para os seus trabalhadores.

"O mundo agora tem uma agenda de desenvolvimento comum sob a forma dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, para que outros financiadores, empresas, governo e sociedade civil trabalhem. Nós vemos isso como uma oportunidade inestimável para garantir que nosso trabalho complementa o dos outros para que, juntos, possamos causar um impacto acelerado [...] Os desafios que todos enfrentamos, na indústria da moda e além, são tão vastos que simplesmente não podemos trabalhar isoladamente. Mas, juntos, somos maiores do que a soma de nossas partes e estou confiante de que essa abordagem é a certa, " disse Leslie Johnson, diretora executiva da C&A Foundation.

Leia nosso Relatório Anual e junte-se a nós para tornar a moda uma força para o bem.

Fotos: Tatiana Cardeal e acervo C&A Foundation

Partilhar