Como Bangladesh pode se tornar um líder em transparência?

Partilhar

15.11.2018, Bangladesh - Aproximadamente 50 participantes representando todos os níveis da cadeia de suprimentos de vestuário em Bangladesh - de trabalhadores a fabricantes, marcas, varejistas, governo e ONGs - se reuniram pela segunda vez para discutir a questão da transparência.

Há um ano, a O Instituto C&A em nível global e seus parceiros reuniram stakeholders interessados em um formato inovador, em que trabalhadores, fabricantes e ONGs conversam abertamente com marcas e com o governo.  Para muitos deles, foi a primeira vez que interagiram entre si e tiveram um diálogo sobre as mudanças e oportunidades para criar maior transparência a partir de vários pontos de vista.

Desta vez, a C&A Foundation, a Ethical Trading Initiative (ETI) e BRAC conduziram o diálogo que não apenas focou na evolução da transparência dentro do setor em Bangladesh, mas também sobre como o país pode tornar-se líder em todo o segmento.

Palestrantes, incluindo Sarah Ditty, da Fashion Revolution, e Basirun Nabi Khan, do Escritório regional da H&M em Bangladesh, participaram do painel sobre o estado atual da transparência na cadeia de suprimentos e uma experiência com marcas, enquanto os representantes do governo de Bangladesh e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) exploraram o que aconteceu no país até agora. Debbie Coulter, da ETI, e Doug Kahn, da Better Buying, também abordaram o business case para transparência e a transparência em compras.

Mas, o que é mais importante, os participantes foram encorajados a trabalharem juntos para abordar os principais assuntos em relação à indústria em Bangladesh: que ações devem promover a transparência no país e como Bangladesh pode se posicionar na vanguarda para se tornar um líder.

Leia aqui como foi evento no ano passado


Partilhar