Parceria entre Instituto C&A e Fondo Semillas é renovada

O Instituto C&A e o Fondo Semillas anunciaram a segunda fase de sua parceria. O projeto, iniciado em 2016, tem o objetivo de promover assessoria e visibilidade à organizações que atuam por melhores condições de trabalho na indústria têxtil no México.

“Com 28 anos de experiência no apoio a grupos de mulheres no México, o Fondo Semillas acredita que a liderança das organizações de base é fundamental para promover uma mudança social duradoura. Por isso, apoiamos estes grupos, para que,  eles superem obstáculos, e adquiram mais recursos e se tornem agentes de mudança”, explica Laura García, Diretora do Fondo Semillas.

O projeto tem três objetivos principais:

  1. Fortalecer organizações de mulheres que defendem os direitos humanos e trabalhistas na indústria têxtil.
  2. Fomentar o desenvolvimento de novas parcerias de defesa e promoção de direitos. 
  3. Aumentar a consciência das condições das trabalhadoras da indústria têxtil e o papel dos grupos de base como agentes de mudança.

Para atingir esses objetivos, o Fondo Semillas apoiará entre seis e oito organizações de base que trabalham pela proteção dos direitos das mulheres na indústria da moda, entre fevereiro de 2019 e julho de 2020. 

As organizações comunitárias selecionadas terão que ser, necessariamente, dirigidas e compostas por pessoas da própria comunidade, serem grupos formados por mulheres ou mistos liderados por mulheres, e não estarem vinculadas a nenhum partido político ou instituição religiosa.

Vale destacar o trabalho de fortalecimento que será realizado pelo projeto com a rede de Defensoras Trabalhistas Unidas na Fábrica (DLUM, sigla em espanhol), cujas integrantes são o Grupo Raiz de Aguascalientes, o Comitê Fronteiriço de Operárias, o Centro de Apoio ao Trabalhador e Operárias Insubmissas. O apoio permitirá a realização de reuniões periódicas, a contratação de consultores externos e ações em rede que promovam impacto além dos municípios onde cada organização atua. 

“Através desta parceria, o Fondo Semillas e o Instituto C&A buscam melhorar as políticas e práticas de direitos humanos e trabalhistas nas fábricas, incentivar a participação feminina na promoção de melhores condições de trabalho e melhorar a visibilidade das organizações de base dirigidas por mulheres. Tudo isso contribuirá para o desenvolvimento das comunidades e para transformar a indústria da moda em um setor no qual todas as partes possam prosperar”, concluiu Jill Tucker, Diretora do Programa Melhores Condições de Trabalho do Instituto C&A.