Encontro de Voluntários 2019

Partilhar

Saiba como estamos fortalecendo comunidades por meio do voluntariado

Cerca de 650 pessoas, entre funcionários e lideranças da C&A e do Instituto C&A, marcaram presença na cerimônia de premiação dos vencedores do voluntariado de lojas 2018, no último dia 8 de abril. Ao todo, foram oito ganhadores, dois de cada categoria: lojas isoladas (CBO e SRT), grupo pequeno de lojas (Praças Baixada e Natal), grupo grande de lojas (Praças BH e São Luís) e grupo especial (Praça de Belém e CDT-CDP). 

O Voluntariado Instituto C&A tem como propósito fortalecer as comunidades onde a C&A atua, por meio de apoio a organizações locais. Os grupos selecionados cumpriram o roteiro de atividades previsto para o ano e os vencedores foram escolhidos por uma banca de avaliadores que levaram em conta a relação das ações com o tema educação para a sustentabilidade, os aprendizados absorvidos pela organização parceira, a diversidade das ações e o trabalho em equipe realizado por cada grupo. 

Muitas comunidades onde a indústria da moda opera têm acesso desigual a serviços e oportunidades, ficando mais vulneráveis a riscos. Juntamente com a C&A e seus funcionários, o Instituto procura contribuir para o desenvolvimento destas comunidades, projetando uma estratégia de duas frentes: ajuda humanitária e envolvimento dos funcionários, que fazem parte do Programa Fortalecimento de Comunidades.

 

“Nosso objetivo é ajudar essas comunidades a se tornarem mais fortes e mais resilientes” - destacou Leslie Johnston, diretora executiva global do Instituto C&A, durante o evento de premiação.

 

Leslie Johnston também citou a influência do Voluntariado Brasil nos outros países em que a C&A atua, “é incrível o alto nível de engajamento que vocês atingiram aqui, vocês são um exemplo muito inspirador para todas as outras regiões”. 
 
Segundo Giuliana Ortega, diretora executiva do Instituto no Brasil, para transformar a moda em uma força para o bem, não basta trabalhar apenas com a cadeia de fornecimento. “A transformação se estende às comunidades em que vivem osfuncionários, clientes e trabalhadores”, completou.

Além da presença na cerimônia de premiação, mais de 300 gerentes de loja participaram das ações do dia seguinte ao evento, em organizações parceiras do Instituto C&A.

“A atitude de ser voluntário é ter tempo para doar e dar atenção a alguém”, afirmou Patricia Francisco, gerente de loja do Central Plaza, em São Paulo. “É fazer parte de uma transformação pessoal e coletiva”, completou Junior Araújo, gerente de loja em Fortaleza (CE). 

 

Programa Voluntariado

O Voluntariado do Instituto C&A acontece desde 1991 e estabelece  parcerias com organizações de atuação local, incluindo da sociedade civil ou comunitárias, que ofereçam educação para crianças, com foco em sustentabilidade, ou que atuem no campo da moda.

Há ações em diferentes frentes: projetos de educação para crianças de 0 a 12 anos, visando à melhoria das condições e oportunidades educacionais, por meio da diversificação das atividades e melhoria da infraestrutura das instituições parceiras; mobilização de recursos; e projetos no campo da moda para ampliação de renda e desenvolvimento de mulheres e empreendedores (preferencialmente mulheres), contribuindo para a melhoria na cadeia de produção.

O exercício da ação voluntária na empresa é concebido como um direito à participação social de todos os funcionários da C&A, sendo o Instituto C&A um espaço de aprendizagem e de incentivo à participação cidadã, na relação de seu voluntariado com a comunidade.

O programa está presente em todo o Brasil, em municípios onde há uma unidade da C&A instalada. O voluntário, por sua vez, é um cidadão que disponibiliza seu tempo e suas competências, em uma ação cívica de corresponsabilidade pelo bem comum. 

Partilhar